PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Nathalia Arcuri reclama da gasolina: 'Há 8 anos, enchia o tanque com R$ 60'

Apresentadora e especialista de finanças, Nathalia Arcuri, diz que há oito anos conseguia encher o tanque de seu carro por R$ 60. Hoje, combustível pode chegar aos postos custando R$ 7 por litro - Adriana Ranalli
Apresentadora e especialista de finanças, Nathalia Arcuri, diz que há oito anos conseguia encher o tanque de seu carro por R$ 60. Hoje, combustível pode chegar aos postos custando R$ 7 por litro Imagem: Adriana Ranalli

Do UOL, em São Paulo

27/08/2021 15h31Atualizada em 27/08/2021 20h36

Em post nas redes sociais, a apresentadora e especialista em finanças, Nathalia Arcuri, relembrou que, há oito anos, enchia o tanque do seu carro, modelo Fiat 500, com R$ 60. Neste ano, após nove reajustes feitos pela Petrobras na gasolina, o combustível está saindo das refinarias a R$ 2,78 por litro. Nos postos, eles estão chegando a bater os R$ 7.

"Sorriso tranquilo de quem enchia o tanque da Joaninha com R$ 60,00", escreveu Nathalia. "Na época da foto, 8 anos atrás, a média do preço da gasolina era R$ 1,96, que comparando ao preço médio de hoje (R$ 5,95) representa um aumento de 203%".

Hoje, com R$ 60, um motorista na cidade do Rio de Janeiro consegue pagar por 9 litros de gasolina, segundo dados da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), considerando preços da semana de 15 a 21 de agosto.

Com preço médio de R$ 6,425 o litro, no Rio de Janeiro, seria preciso desembolsar exatos R$ 57,825.

Já na cidade de São Paulo, o motorista consegue colocar 10 litros de gasolina no carro com R$ 56,39 —o litro custa, em média, R$ 5,639.

Além de pesar no bolso do consumidor, a alta dos combustíveis virou um cabo de guerra entre governadores e o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Enquanto Bolsonaro diz que o preço é culpa dos estados, que definem o percentual de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), governadores acusam os reajustes constantes da Petrobras, controlada pelo governo federal.

Anteontem, Bolsonaro voltou a afirmar que a gasolina e o gás de cozinha no país estão "baratos".

No post publicado hoje, Nathalia Arcuri diz que a maior parte do preço dos combustíveis é composto por impostos, "mas esse percentual já era praticado há alguns anos".

O preço do combustível sobe, por que o barril de petróleo é uma commodity e por isso, precificada em dólar. Se o dólar fica mais caro, a gasolina, derivada do petróleo, vai ficar mais cara também."
Especialista em finanças, Nathalia Arcuri explica alta dos combustíveis

PUBLICIDADE