PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Raul Jungmann: Bolsonaro é o líder da paralisação dos caminhoneiros

Colaboração para o UOL

09/09/2021 19h05

Em entrevista ao UOL News, Raul Jungmann, ex-ministro da Defesa no governo de Michel Temer, elencou as diferenças entre as paralisações dos caminhoneiros que ocorreram ontem e hoje daquelas que aconteceram em 2018, quando Temer comandava o país.

Segundo ele, a principal delas é que hoje o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é o líder dos bloqueios parciais das rodovias.

"Não encontro muitos paralelos. Primeiro que a dimensão da paralisação de 2018 era muitíssimo maior do que esta, e tinha três grandes pautas: imprevisibilidade e alta do custo do diesel; o chamado pedágio suspenso; e a questão do frete. Hoje, a pauta é outra", avaliou Jungmann.

Segundo o ex-ministro, a paralisação começou sendo promovida por Bolsonaro, que queria a participação deles nos atos de 7 de Setembro.

"Em segundo lugar, eles tinham uma pauta específica, sobretudo comandada pela Aprosoja, que é a questão do marco temporal [de terras indígenas] e que está sendo analisada pelo STF. Eles temem que uma decisão contrária aos seus interesses possa desaguar em desestabilizações e uma série de questões judiciais."

Além disso, falou o ex-ministro, os apoiadores mais ferrenhos queriam confrontar o STF (Supremo Tribunal Federal). "Que claro é um delírio."

"Então existem diferenças em relação aquele momento de 2018 foi nacional, imenso, gigantesco, uma coisa extremamente sofrida, e o processo atual, que sem sombra de dúvidas traz uma série de restrições, possibilidades, inflação e desabastecimentos."

PUBLICIDADE