PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Cotações

Bolsa opera em alta próxima a 1%, e dólar é cotado a R$ 5,65; acompanhe

Dólar comercial opera em alta na manhã de hoje - Getty Images via BBC
Dólar comercial opera em alta na manhã de hoje Imagem: Getty Images via BBC

Do UOL, em São Paulo*

03/12/2021 09h26Atualizada em 03/12/2021 13h39

A Bolsa opera em alta o dólar comercial perto da estabilidade, com investidores digerindo dados de emprego dos Estados Unidos e digerindo uma queda na produção industrial brasileira em outubro, conforme divulgou o IBGE.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores brasileira, subia 0,69% por volta das 13h30 (de Brasília), aos 105.191,83 pontos.

No mesmo horário, a moeda norte-americana tinha uma leve queda de 0,06%, negociada a R$ 5,656.

Ontem, o dólar caiu 0,19%, fechando a R$ 5,660 na venda. Já o Ibovespa tinha fechado a 103.642,352 pontos, com valorização de 2,85%.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto.

Cenário

O Ibovespa ganhou impulso junto com os futuros de ações dos EUA — antes das bolsas abrirem em alta naquele país — após o dado de emprego abaixo do esperado ajudar a diminuir as preocupações por apostas de uma aceleração do processo de aperto monetário nos EUA, em meio a incertezas com a variante Ômicron.

Os EUA registraram a criação de 210 mil postos de trabalho fora do setor agrícola no mês passado, informou o Departamento do Trabalho em seu relatório de empregos nesta sexta-feira. Economistas consultados pela Reuters esperavam abertura de 550 mil vagas

O relatório veio após o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, indicar nesta semana que a instituição deve elevar o ritmo da diminuição das compras mensais de títulos por conta da pressão inflacionária. A retirada desses estímulos impacta as bolsas globais porque significa menor liquidez no mercado financeiro, afetando especialmente ativos de risco. O mercado debate sobre quando devem subir os juros nos EUA.

Entretanto, antes mesmo da divulgação do indicador nos EUA, o Ibovespa já subia mais de 1%. Segundo Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença, o dado de produção industrial abaixo do esperado no Brasil diminui riscos de aumento mais altos da Selic e ajuda a bolsa a avançar nesta sessão. O movimento, de acordo com ele, também é um dos responsáveis pela queda no contratos de juros futuros nesta sexta-feira.

Pela manhã, o IBGE divulgou que a produção industrial brasileira registrou queda de 0,6% em outubro na comparação com o mês anterior, ante expectativas em pesquisa da Reuters com economistas de alta de 0,6%. O dado veio na esteira de queda marginal do Produto Interno Bruto do país no terceiro trimestre, divulgado no dia anterior.

Este conteúdo foi gerado pelo sistema de produção automatizada de notícias do UOL e revisado pela redação antes de ser publicado.

*Com informações da agência Reuters.

PUBLICIDADE

Cotações