PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Governo da BA propõe pacote econômico para ajudar afetados por enchentes

Do UOL, em São Paulo

14/12/2021 08h21Atualizada em 14/12/2021 11h07

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), enviou à Alba (Assembleia Legislativa da Bahia) um PL (Projeto de Lei) com um pacote de medidas para socorrer economicamente os afetados pelas enchentes causadas pelas fortes chuvas no sul do estado.

Entre as medidas, está prevista uma linha de crédito de R$ 150 mil para comerciantes reconstruírem os estabelecimentos afetados pelas chuvas.

A linha de crédito prevista pelo governo não terá cobrança de juros e contará com carência de 12 meses — e, após o período, os beneficiários da concessão poderão parcelar o valor pego de empréstimo em até 36 meses.

"São centenas de pequenos comerciantes que perderam tudo e tinha reforçado o estoque para o Natal", lembrou Rui Costa em entrevista concedida hoje pela manhã à CNN Brasil.

O PL também prevê autorização para o governo estadual adquirir fogões e geladeiras com o fim de doá-los às famílias de baixa renda atingidas pelas chuvas.

Outra medida prevista pelo PL é que a conta de água referente ao mês de dezembro de 2021 dos moradores, comerciantes e prestadores de serviços locados nas áreas atingidas seja cobrada com a aplicação da tarifa social, mais barata.

Para garantir a concretização de todas as medidas previstas no pacote, o governo da Bahia prevê, por ora, utilizar R$ 20 milhões do Fundese (Fundo de Desenvolvimento Social e Econômico).

Até ontem, eram 11 os mortos em decorrência das chuvas no sul do estado, segundo balanço da Defesa Civil da Bahia. Ao menos uma pessoa ainda segue desaparecida.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, até a tarde de ontem, 267 pessoas ficaram feridas e 21 mil tiveram que deixar as casas em que estavam em decorrência das chuvas e das enchentes.

As chuvas no estado foram provocadas por um ciclone extratropical no Oceano Atlântico na semana passada, o que provocou elevação no nível dos rios, enchentes e destruição de pontes e estradas. Em menor grau, o norte de Minas Gerais também foi afetado.

O governo da BA já decretou situação de emergência em 51 municípios do estado, impactando cerca de 220,3 mil vidas. Itamaraju, com cerca de 65 mil habitantes, acabou sendo a cidade mais afetada pelas chuvas e as consequências dela.

PUBLICIDADE