PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Cotações

Dólar opera em alta, a R$ 5,676, após dados dos EUA; Bolsa cai 0,42%

UOL

Em São Paulo

23/12/2021 10h22Atualizada em 23/12/2021 14h06

O dólar comercial operava em alta a Bolsa em queda na tarde de hoje. Por volta das 14h05 (de Brasília), a moeda norte-americana subia 0,15%, a R$ 5,676, após dados de inflação referendarem apostas de alta de juros nos EUA em 2022.

No mesmo horário, o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores brasileira, caía 0,42%, a 104.805,80 pontos, na última sessão antes de pausa para o Natal, destoando dos ativos de riscos globais, que subiam diante de novas notícias positivas sobre a variante ômicron.

Ontem (22) o dólar desvalorizou 1,24%, fechando a R$ 5,668 na venda, e a Bolsa a 105.243,719 pontos, com desvalorização de 0,24%.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, o valor é bem mais alto.

Ômicron

Estudo do Imperial College, de Londres, disse que o risco de pacientes serem hospitalizados por conta da ômicron é de entre 40% e 45% menor quando comparado ao da variante delta. A notícia corroborava com sentimento de que a ômicron parece ser menos grave do que o temido inicialmente, ainda que as incertezas continuem.

No mesmo tema, a AstraZeneca afirmou que um esquema de três doses de sua vacina contra covid-19 é eficaz contra a ômicron, citando dados de um estudo de laboratório da Universidade de Oxford.

Dados dos EUA

"Os dados econômicos dos EUA de hoje vieram como esperado, exceto por um, e é o que importa... O (núcleo do) PCE (de novembro) veio mais forte que o esperado" (4,7% contra 4,5%, e acima de 4,2% antes), comentou Mohamed A. El-Erian, conselheiro na Allianz e na gestora Gramercy.

O índice PCE é a medida preferida do banco central dos Estados Unidos (Fed) para acompanhar a evolução da inflação no país, que em 12 meses segue acima da meta do Fed e levou o banco central norte-americano recentemente a indicar alta da taxa de juros em 2022.

Juros mais altos nos EUA criam reveses a mercados emergentes, que podem perder fluxos de recursos para a segurança dos mercados norte-americanos —o que por sua vez tende a valorizar o dólar.

Ânimos pré-eleição e IPCA-15

Além da virada na política monetária global, o mercado vai ter de lidar ainda com os ânimos pré-eleição no Brasil.

"Desde o surgimento de Lula como um potencial candidato presidencial, a polarização aumentou. Catalisadores para um rali (dos mercados domésticos) estariam associados ao surgimento de uma terceira via ou a Lula voltando-se para uma retórica mais favorável ao mercado, bem como uma solução clara para as pressões de gastos", disse o Bank of America em nota.

No Brasil, o IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15) subiu 0,78% em dezembro, disse o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), contra expectativa de alta de 0,8% em pesquisa da Reuters com economistas.

Já o Ministério do Trabalho e Previdência divulgou abertura de 324.112 vagas formais de trabalho em novembro no país.

Este conteúdo foi gerado pelo sistema de produção automatizada de notícias do UOL e revisado pela redação antes de ser publicado.

Com Reuters

PUBLICIDADE

Cotações