PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Ganhadores de loterias deixam de retirar prêmios que somam R$ 491 milhões

Nos primeiros nove meses de 2020, valores não resgatados foram de R$ 311,9 milhões - GUILHERME DIONíZIO/ESTADÃO CONTEÚDO
Nos primeiros nove meses de 2020, valores não resgatados foram de R$ 311,9 milhões Imagem: GUILHERME DIONíZIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

27/01/2022 09h38Atualizada em 27/01/2022 12h23

Os ganhadores de apostas em loterias da Caixa deixaram de retirar prêmios que somam uma quantia de R$ 491 milhões em 2021. O levantamento foi realizado pelo portal Sorte Online, com informações da Caixa Econômica Federal, e corresponde ao período de janeiro a setembro do ano passado. Prazo é referente às datas em que os valores não podem mais ser retirados pelos vencedores.

Segundo os números do levantamento, os prêmios correspondem às boladas da Mega-Sena, Dupla-Sena, Quina, Lotofácil, Lotomania e Loteca. Em caso de vitória, os ganhadores têm um prazo de 90 dias para retirar os valores. Se esse prazo se esgotar, o dinheiro é repassado integralmente para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), programa do governo federal que ajuda estudantes de baixa renda a cursarem o ensino superior em instituições privadas.

Valores não retirados pelos ganhadores em 2021:

  • Janeiro: 27,7 milhões
  • Fevereiro: 23,3 milhões
  • Março: 29,8 milhões
  • Abril: 272,6 milhões
  • Maio: 23,8 milhões
  • Junho: 21,5 milhões
  • Julho: 26,7 milhões
  • Agosto: 32 milhões
  • Setembro: 33,4 milhões

O mês em que o valor não resgatado foi alto foi abril, mês que correspondia ao prazo limite para o segundo ganhador da Mega Virada de 2020 pegar o prêmio.

Os valores não resgatados no ano passado já são bem maiores do que os que ficaram na mesma situação em 2020. Na ocasião, o dinheiro "esquecido" nas lotéricas nos primeiros nove meses daquele ano foram de R$ 311,9 milhões, segundo a Caixa. O valor é maior, inclusive, que os prêmios não retirados nos últimos seis anos.