PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Aluguel residencial tem maior alta desde 2011, mostra índice FipeZap

Aluguel é o mais alto desde 2011 - Carol Yepes/Getty Images
Aluguel é o mais alto desde 2011 Imagem: Carol Yepes/Getty Images

16/03/2022 17h12Atualizada em 17/03/2022 10h07

O índice FipeZAP+ de Locação Residencial divulgou a média de preços de aluguéis do mês de fevereiro. 25 cidades brasileiras foram avaliadas e o aumento geral marcou 1,36% - o maior avanço desde dezembro de 2011. Foi o oitavo mês consecutivo do aumento dos preços.

A variação do último mês ficou acima da inflação oficial(IPCA) de 1,01%, mas ficou abaixo do IGP-M, o Índice Geral de Preços - Mercado, medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e conhecido como "inflação do aluguel", por abranger uma série de produtos básicos e serviços. Este último registrou 1,83%.

Entre as 11 capitais estudadas, a maior variação foi observada em Goiânia(4,92%) e a menor em Porto Alegre(0,21%). A única cidade contemplada pela pesquisa que não registrou avanço foi São Bernardo(SP), com um descenso de 0,23%.

Em 2022, o índice acumula alta de 2,40%, novamente superando o IPCA(1,56%), mas ficando abaixo do IGP-M(3,68%). Nos últimos 12 meses, o FipeZAP+ de Locação Residencial aumentou 5,89%, abaixo do IPCA (10,54%) e do IGP-M (16,12%) no período.

O preço médio do aluguel de fevereiro de 2022, feito com base nas 25 cidades estudadas, foi de R$ 32,26 para cada metro quadrado. São Paulo é o município com o metro quadrado mais elevado: R$40,25. Entre as capitais, Fortaleza tem o menor preço no mês, R$19,65/m².