PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Mídia e Marketing

Reportagem de Ecoa sobre educação vence Prêmio Paulo Freire de Jornalismo

O diretor Almir e os alunos durante visitas  - Divulgação
O diretor Almir e os alunos durante visitas Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/04/2022 13h24

A batalha de um diretor de escola em Sergipe para evitar a evasão de alunos rendeu a Ecoa a primeira colocação no Prêmio Paulo Freire de Jornalismo 2022, em cerimônia realizada ontem (18), em Brasília (DF).

A reportagem "Escola em Sergipe combate evasão com busca ativa feita por alunos e diretor", de autoria de Ana Prado, foi a vencedora na categoria Webjornalismo na premiação anual organizada pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Nesta edição, foram consideradas produções jornalísticas com o tema "Educação pública na pandemia: inovação para manter a aprendizagem e o vínculo do aluno nas escolas das redes estaduais".

A reportagem vencedora conta a história de Almir Pinto, diretor do Colégio Estadual Edélzio Vieira de Melo, na cidade de Santa Rosa de Lima (SE), e os desafios e soluções encontradas por ele para reverter a evasão que chegava a 43% na escola. A história também foi tema de episódio no podcast Trago Boas Notícias, primeira produção original do Spotify em parceria com o UOL.

O UOL também saiu vencedor na categoria Fotojornalismo, com o trabalho do fotógrafo Lucas Landau para a reportagem "Madrugada de estudos", que teve texto assinado pela repórter Marcela Lemos.

A Comissão Julgadora inclui professores de comunicação da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e do Instituto de Educação Superior de Brasília (Iesb), bem como representantes da Unesco no Brasil.

Assista à cerimônia abaixo:

Mídia e Marketing