PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Sem Big Mac ou McFlurry: como chamam agora os lanches do 'McDonald's russo'

O cardápio do Vkusno & tochka é menor e não oferece Big Mac - Evgenia Novozhenina/Reuters
O cardápio do Vkusno & tochka é menor e não oferece Big Mac Imagem: Evgenia Novozhenina/Reuters

Do UOL, em São Paulo

13/06/2022 15h15

Uma nova era para o cenário econômico e de fast food da Rússia começou neste domingo (12), quando os antigos restaurantes do McDonald's abriram suas portas em Moscou sob nova direção — russa — e com outro nome, traduzido como "gostoso e ponto final". Pode parecer e cheirar a McDonald's, mas agora é Vkusno & tochka.

Os arcos dourados se foram, os lanches mudaram de nome e o slogan passou a ser: "O nome muda, o amor fica". Mas os pontos físicos são os mesmos, a equipe de funcionários permanece e os pratos são quase idênticos.

O novo logotipo da rede apresenta um círculo vermelho e dois traços laranjas inclinados, representando um hambúrguer e duas batatas fritas.

novo logo - Reprodução - Reprodução
Novo logo dos restaurantes
Imagem: Reprodução

Como fica o cardápio

O "Royal Deluxe", por exemplo, agora se chama "Grand Deluxe", o hambúrguer "Filet-o-Fish" mudou para "Fish Burger", e o "Double Royal" se tornou "Double Grand".

Além disso, o prefixo "McDo" não aparece mais em nenhum nome. "Fomos obrigados a retirar certos produtos do cardápio porque fazem referência direta ao McDonald's, como o McFlurry e o Big Mac", esclareceu Oleg Paroïev, diretor-geral da cadeia russa de fast-food.

O cardápio do Vkusno & tochka, é menor, mas composição dos sanduíches não mudou, já que os equipamentos do McDonald's permaneceram, disse Alexander Merkulov, gerente de qualidade da nova empresa.

A empresa já adquiria seus produtos de agricultores locais, isso deve garantir que os sanduíches continuem a ter um sabor semelhante.

Filas e expectativas

Houve filas nas portas dos estabelecimentos renomeados após 32 anos da gigante americana de hambúrgueres abrir suas portas na capital russa. O McDonald's saiu da Rússia por causa da invasão russa à Ucrânia.

Não por acaso, a reabertura ocorreu no Dia da Rússia, feriado que celebra o orgulho nacional, e foi interpretada como um forte sinal de uma nova ordem mundial e um teste de como vai se sair a economia russa na busca por mais autossuficiência e resistência às sanções ocidentais.

"Vamos tentar fazer tudo para que os nossos clientes não notem qualquer diferença, tanto no ambiente e sabor quanto na qualidade", falou Paroïev.

Segundo ele, os preços "aumentaram ligeiramente" devido à inflação que atingiu fortemente a Rússia desde que as novas sanções ocidentais foram impostas em decorrência da invasão.

"Não vai ser pior, com certeza. Vamos tentar melhorar", acrescentou o novo proprietário, o empresário russo Alexandre Govor. "Esperamos que o número de clientes não diminua, mas, pelo contrário, que aumente. Especialmente porque agora é uma empresa 100% russa."

O McDonald's iniciou suas operações em Moscou em janeiro de 1990, ainda na era soviética, e a inauguração da primeira loja na capital do país foi encarada à época como um dos símbolos da abertura do antigo império comunista para o exterior.

A Rússia, onde o McDonald's administrava diretamente mais de 80% dos restaurantes que usam seu nome, respondia por 9% da receita da empresa e 3% de seu lucro operacional.

O McDonald's já tinha fechado temporariamente suas mais de 800 lojas na Rússia em março, no início da guerra. Não foi a primeira vez que a rede tomou uma decisão do gênero. Em 2014, a empresa fechou todas as suas lojas na região ucraniana da Crimeia, após a península ser anexada pela Rússia.

Uma rede russa chamada RusBurger acabou assumindo os antigos pontos da rede americana na Crimeia. Com o lema "sabor da Rússia", a rede passou a oferecer produtos como o "X-Burguer do Czar" e o "Czar de Frango" em vez dos tradicionais Big Macs e McChickens. (Com agências internacionais)