PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Auxílio: Governo prorroga até amanhã prazo para envio de dados de taxistas

Novo prazo de envio de dados de taxistas vai até amanhã - Fernando Frazão/Agência Brasil
Novo prazo de envio de dados de taxistas vai até amanhã Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil

Do UOL, em São Paulo

01/08/2022 14h11

O Ministério do Trabalho e Previdência prorrogou até amanhã o prazo para que as prefeituras enviem informações sobre motoristas de táxi cadastrados que podem receber o Benefício Emergencial Taxista. Anteriormente, a data de inscrição ia até ontem (31), mas agora os dados podem ser enviados até às 19h de amanhã (2).

Os taxistas não precisam fazer a inscrição, cabe aos governos municipais e ao Distrito Federal esta etapa.

De acordo com o governo federal, a mudança do prazo não vai afetar o calendário de pagamentos. No primeiro, que será feito no próximo dia 16, serão contemplados os meses de julho e agosto. Com isso, os taxistas receberão R$ 2 mil. As outras parcelas, pagas a partir de setembro, serão de R$ 1 mil.

Depois de amanhã, o sistema de recebimentos dos dados será fechado para que o Dataprev faça um cruzamento das informações e valide aqueles que têm direito ao pagamento.

Vão receber o auxílio os taxistas que tenham cadastros atualizados e CNH (Carteira Nacional de Habilitação) em dia. No entanto, o fato das prefeituras terem realizado o cadastro não garante o pagamento. Isso porque se o motorista tiver seu CPF pendente de regularização junto à Receita Federal, por exemplo, não poderá receber.

O envio de informações pelas prefeituras poderá ser feito novamente em outros dois períodos, sendo o primeiro deles do dia 5 ao dia 15 de agosto, com previsão de pagamento do benefício no dia 30 de agosto. Depois, a última oportunidade de envio das informações será do dia 20 de agosto ao dia 11 de setembro, com pagamentos apenas dos meses de setembro a dezembro.

Para sacar o dinheiro, o governo federal vai abrir contas digitais em nome dos trabalhadores na Caixa ou no Banco do Brasil, onde fará os depósitos, que poderão ser sacados em até 90 dias, a exemplo do que já foi feito no pagamento do auxílio emergencial.