PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

João Paulo Diniz foi trainee no GPA e tinha academia e restaurante italiano

João Paulo Diniz começou como trainee do Grupo Pão de Açúcar, fundado por seu avô - Reprodução/Instagram
João Paulo Diniz começou como trainee do Grupo Pão de Açúcar, fundado por seu avô Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

01/08/2022 12h41Atualizada em 01/08/2022 12h41

Filho de Abilio Diniz, um dos homens mais ricos do Brasil, o empresário João Paulo Diniz morreu no domingo (31) aos 58 anos, no Rio de Janeiro. A causa da morte ainda não foi confirmada, mas familiares suspeitam de que ele tenha tido um infarto ou um aneurisma.

João Paulo era sócio de uma série de negócios por meio de sua empresa de investimentos, a Componente. Companhias como a rede de academias Bodytech, a incorporadora Idea!Zarvos, de prédios de classe média alta, e o restaurante italiano Forneria San Paolo, no Shopping JK Iguatemi, em uma área nobre de São Paulo.

Também trabalhava no conselho da Península Participações, empresa de investimentos da família Diniz, e do Instituto Península, organização social fundada em 2011 para projetos relacionados a esporte e educação.

Paulistano, João Paulo começou sua carreira como trainee no Grupo Pão de Açúcar, então pertencente à sua família. O grupo foi fundado por seu avô, Valentim dos Santos Diniz, na década de 1980, mas se expandiu com força depois, sob o comando de Abilio.

Ao longo dos anos, João Paulo passou por diversas áreas da empresa e ajudou na modernização do grupo. Em 1991, após a crise no GPA, tornou-se responsável por todos os negócios que não faziam parte da atividade principal do Pão de Açúcar, redefinindo o portfólio do grupo.

Em 1995, liderou dois lançamentos importantes para a modernização da companhia: o Pão de Açúcar Delivery, um sistema de entrega em domicílio em até 24 horas, com pedidos feitos via telefone ou fax; e o cartão de crédito Specialcard, do próprio Pão de Açúcar.

Em 2003, saiu da diretoria executiva junto com todos os membros da sua família, passando a integrar o conselho de administração da companhia. Eles mantiveram a posição até o grupo francês Casino assumir o controle do Grupo Pão de Açúcar, em junho de 2012.

Empresas de investimentos

Ainda em 2003, João Paulo fundou a empresa de investimentos Componente para administrar seus negócios. São empresas de ramos variados, como esporte, gastronomia, mobilidade, startups e tecnologia e imobiliário, por exemplo:

  • Bodytech, rede de academias com mais de 100 unidades no Brasil, da qual João Paulo era sócio;
  • Forneria San Paolo, restaurante italiano no Shopping JK Iguatemi, localizado em uma área nobre de São Paulo;
  • Soul Cycles, loja de bicicletas e acessórios;
  • Idea!Zarvos, incorporadora de prédios comerciais e residenciais em bairros paulistanos como Vila Madalena, Pinheiros, Perdizes e Higienópolis, todos de classe média alta.

Relação com o esporte

Além de empresário, João Paulo Diniz também era conhecido por projetos de incentivo ao esporte. Era praticante de triatlo desde os anos 1980 e competidor de maratonas, tendo participado de corridas em Nova York, Paris e Londres.

Foi ainda um dos idealizadores da Maratona de Revezamento Pão de Açúcar, marco na história das corridas em São Paulo e no Brasil.

Acidente de helicóptero

Em 2001, durante uma viagem no litoral de São Paulo, João Paulo se envolveu em um acidente de helicóptero. Na ocasião, morreram o piloto da aeronave e a então namorada do empresário, a modelo Fernanda Vogel. Ele e o copiloto do helicóptero sobreviveram, após nadarem até a praia.

Segundo informações divulgadas à época, a aeronave caiu a cerca de cinco quilômetros do continente. João Paulo contou à revista Veja que o mar estava agitado e ventava muito naquele início de noite.

"Passei a nadar em todas as direções, desesperado, e não a achava. Foi horrível", disse ele sobre Fernanda. "Chamava por ela e, ao ouvir a resposta, voltava para buscá-la. Fiz isso algumas vezes. A escuridão era total. Nadei rumo ao som, mas não a encontrei. Nadei por dez minutos, em círculos, mas não a localizei. Resolvi então nadar até a praia em busca de ajuda."

(Com Estadão Conteúdo)