Conteúdo publicado há 11 meses

Com dívida milionária, Polishop fecha mais de 100 lojas, diz jornal

A rede varejista de eletroeletrônicos, eletrodomésticos e utensílios domésticos Polishop fechou mais de 100 unidades em shoppings após virar alvo de uma série de processos e ações de despejo.

O que aconteceu

A empresa acumula 30 processos. Eles correm no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Dívidas chegam a R$ 9 milhões. Elas se referem a aluguéis de lojas em shoppings.

Rede corta pela metade número de lojas e funcionários. Atualmente, a varejista tem 120 lojas e cerca de 1,5 mil funcionários, menos da metade dos números divulgados à imprensa em janeiro.

Encerramento das atividades está descartado. A informação é do presidente e fundador da Polishop, João Apolinário.

Foco será em franquias. A empresa anunciou que vai focar na expansão da rede por meio de franquias. Apolinário disse que a reestruturação foi necessária para enfrentar o atual momento do varejo.

Centros de distribuição, fábrica em Manaus e canais próprios de TV serão mantidos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Deixe seu comentário

Só para assinantes