Começa fase final da privatização da Sabesp; liquidação será em 22 de julho

A privatização da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) entrou nesta segunda-feira (24) em sua fase final após o prospecto da oferta pública de ações ser divulgado na noite da última sexta-feira (21). O documento traz todas as instruções sobre a venda de uma fatia da participação do governo paulista na empresa e estabelece o cronograma da operação até a revelação do nome que assumirá 15% da companhia e do valor das ações vendidas no mercado financeiro. A finalização do processo é prevista para o dia 22 de julho.

O que aconteceu

O Governo de São Paulo divulgou o prospecto para a privatização da Sabesp. O texto traz as definições sobre a oferta de ações para a distribuição de 32% das ações da empresa de saneamento.

O documento define todas as próximas etapas até a conclusão do processo. Até a próxima sexta-feira (28), os investidores de referência apresentarão suas propostas. Os dois finalistas serão conhecidos imediatamente, após o fechamento do mercado.

Prospecto cita três empresas como as principais concorrentes. Segundo o documento disponibilizado ao mercado financeiro, as empresas Aegea Saneamento e Participações S.A, Iguá Rio de Janeiro S.A e BRK Ambiental Participações S.A.disputam a posição de investidor de referência.

O vencedor será determinado pelo maior volume de transação e o preço ponderado mais elevado. Em 15 de julho, sai o nome do investidor de referência escolhido. A precificação da oferta será feita em 18 de julho, e a liquidação da operação, em 22 de julho.

Participação do governo na Sabesp cairá de 50,3% para 18,3%. Com a nova distribuição definida, a parcela da empresa negociada no mercado de renda variável vai saltar 17 pontos percentuais, dos atuais 49,7% para 66,7%. Os demais 15% serão do investidor de referência.

Valores ainda serão mantidos em sigilo. Conforme determinação para garantir mais segurança à operação e reduzir riscos, ficou estabelecido que os montantes referentes ao preço e a cobertura mínima serão divulgados somente após a liquidação da oferta.

Contas mais baratas

O governo avalia que a privatização reduzirá as tarifas de água e saneamento no estado. As projeções mostram que as famílias de baixa renda sentirão um alívio instantâneo de 10% no valor final das contas. Reduções também são previstas para os clientes residenciais (-1%), comércio (-0,5%) e indústria (-0,5%).

Continua após a publicidade

Tarifa de equilíbrio, utilizada para compor a receita da Sabesp, cairá 4,2%. A redução corresponde a uma atualização em relação à previsão inicial de queda na faixa de 6,4%, segundo cálculos da IFC (International Finance Corporation), assessoria contratada para fazer os estudos sobre a desestatização. A taxa, no entanto, não reflete para o consumidor final.

Quem é a Sabesp

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo atende 375 municípios. Fundada em 1973, a Sabesp realiza serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto em todas as regiões do estado.

Empresa a ser privatizada atende mais de 28 milhões de habitantes. Presente em 375 municípios, a companhia abastece 70% da população residente no estado de São Paulo. O total faz da Sabesp a empresa do setor com mais atendidos nas Américas.

A Sabesp figura entre as maiores companhias de saneamento do mundo em receita. Em 2023, a Sabesp registrou lucro líquido de 3,52 bilhões. O valor é 12,82% superior ao apurado em 2022, quando houve um salto ainda maior, de 35,4%, ante o ano anterior.

Deixe seu comentário

Só para assinantes