Bolsas

Câmbio

Mineradora Vale diz que pode vender negócios para reduzir dívida

Por Marta Nogueira e Stephen Eisenhammer

RIO DE JANEIRO, 25 Fev (Reuters) - A mineradora Vale explora opções mais agressivas para enfrentar "cenários mais desfavoráveis" e reduzir seu endividamento, que incluem a venda de negócios essenciais da companhia, disse o presidente da mineradora, Murilo Ferreira, em teleconferência com analistas e investidores nesta quinta-feira (25).

A meta da empresa, maior produtora global de minério de ferro, é reduzir sua dívida líquida para US$ 15 bilhões em 18 meses, ante o valor registrado no fim do quarto trimestre de 2015, de US$ 25 bilhões.

Ferreira ressaltou que a meta para a dívida não considera um eventual aumento de capital, que "neste momento" não está em análise.

"2015 foi um ano muito desafiador, e reconhecemos que a queda mais aguda dos preços das commodities pode representar um desafio da visão de desalavancar [diminuir a dívida] a Vale após o S11D [mega projeto de minério de ferro no Pará]", afirmou o presidente, após a publicação dos resultados da companhia.

Anteriormente, a companhia não considerava a venda de negócios essenciais, como o de minério de ferro. "Estamos explorando opções mais agressivas para desalavancagem, incluindo ativos 'core' [negócios estratégicos da empresa]."

O S11D é o maior projeto da história da mineradora, com investimentos de mais de US$ 14 bilhões, que deve entrar em operação no segundo semestre deste ano.

A Vale registrou prejuízo líquido de R$ 33,156 bilhões no quarto trimestre de 2015, o pior resultado desde, pelo menos, a privatização da empresa, em 1997, com suas contas afetadas pelos baixos preços das commodities, que levaram a companhia a realizar uma expressiva baixa contábil.

A Vale acredita que os preços do minério de ferro, seu principal produto, devem permanecer no patamar de US$ 50 por tonelada por mais algum tempo, após um movimento de recomposição de estoques na China. Mas para a média de 2016 a mineradora projeta US$ 45 por tonelada, segundo o diretor-executivo de Ferrosos, Peter Poppinga.

No último ano, o preço do minério de ferro recuou 43% ante 2014, para média de US$ 55,5 por tonelada, segundo dados da Vale.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos