Bolsas

Câmbio

Presidente do BC japonês admite falha em atingir meta de inflação

Por Leika Kihara

TÓQUIO, 20 Jun (Reuters) - O presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, reconheceu pela primeira vez que o banco central do país falhou em atingir a meta de inflação no cronograma de dois anos instaurado em 2013, enfatizando os desafios de erradicar a mentalidade deflacionária insistente no país.

Ele também afirmou que responder a pressões inflacionárias e estabilizar firmemente as expectativas de inflação a níveis desejáveis se tornou "um desafio com dificuldades sem precedentes", não apenas para o banco central japonês mas também para muitos outros bancos.

Em teoria, as expectativas de inflação deveriam responder imediatamente à política monetária se o compromisso do banco central com agressivo afrouxamento monetário é considerado confiável pelos mercados.

"Entretanto, as expectativas de inflação observadas na prática estão altamente enraizadas e mudam apenas lentamente", disse Kuroda em pronunciamento nesta segunda-feira em uma universidade, reconhecendo que mudanças na percepção do público de que a deflação vai persistir tem sido mais desafiadoras do que o esperado.

Ao implementar o programa massivo de compra de ativos em abril de 2013, o banco central japonês se comprometeu em alcançar dois por cento como meta de inflação o mais rápido possível, em aproximadamente dois anos. Mas Kuroda afirmou que o Banco do Japão não planeja mudar esse compromisso para alcançar o objetivo o mais rápido possível.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos