Bolsas

Câmbio

Mercados da China fecham em alta por expectativas de estímulo

XANGAI/TÓQUIO (Reuters) - As Bolsas da China fecharam em alta nesta quarta-feira (13) com os investidores apostando em mais estímulos fiscais e monetários no segundo semestre de 2016, após a divulgação do PIB (Produto Interno Bruto) na sexta-feira (13).

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 0,3%, enquanto o índice de Xangai avançou 0,36%.

O crescimento econômico da China provavelmente desacelerou para nova mínima de sete anos de 6,6% no segundo trimestre uma vez que o setor industrial e o impulso dos serviços financeiros perderam força, de acordo com pesquisa da Reuters junto a 61 economistas.

Os mercados asiáticos eram impulsionados por perspectivas de sólido crescimento nos Estados Unidos e política econômica expansionista nos principais mercados, o que aguçava o apetite por risco dos investidores.

  • Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 0,84%, a 16.231 pontos.
  • Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 0,46%, a 21.322 pontos.
  • Em Xangai, o índice SSEC ganhou 0,36%, a 3.060 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,3%, a 3.282 pontos.
  • Em Seul, o índice Kospi teve valorização de 0,72%, a 2.005 pontos.
  • Em Taiwan, o índice Taiex registrou alta de 0,18%, a 8.857 pontos.
  • Em Cingapura, o índice Straits Times valorizou-se 0,3%, a 2.910 pontos.
  • Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 avançou 0,66%, a 5.388 pontos.

(Reportagem de Nathaniel Taplin, Shinichi Saoshiro e Hideyuki Sano)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos