Bolsas

Câmbio

Economista-chefe do BC britânico diz que país precisa de estímulo forte e imediato

Por David Milliken

LONDRES (Reuters) - O banco central britânico precisa agir "pronta e fortemente" para estimular a economia e elevar a confiança, disse nesta sexta-feira o economista-chefe do Banco da Inglaterra, Andrew Haldane, um dia depois de a autoridade monetária surpreender os mercados ao não cortar os juros.

Em seu primeiro discurso desde a decisão britânica no mês passado de deixar a União Europeia (UE), Haldane disse que o Banco da Inglaterra precisa criar um "pacote de medidas de afrouxamento da política monetária mutuamente complementar" a tempo da reunião de 4 de agosto.

"Esta resposta monetária, se é para fortalecer as expectativas e a confiança, eu acho que precisa ser apresentada pronta e fortemente. Por prontamente quero dizer no próximo mês", disse ele.

A libra caiu quase um centavo em relação ao dólar após o discurso, revertendo parte dos ganhos obtidos após a decisão surpresa na quinta-feira de manter os juros.

O banco de investimentos J.P. Morgan mudou sua previsão para a taxa de juros britânica após o discurso de Haldane, prevendo que o Banco da Inglaterra vai cortar os juros a zero no próximo mês, ao invés de para 0,25 por cento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos