Bolsas

Câmbio

Mercados da China fecham em baixa, restante da região avança

Nathaniel Taplin e Wayne Cole

XANGAI/SYDNEY (Reuters) - As Bolsas chinesas fecharam em baixa nesta segunda-feira (18) diante das vendas de papéis imobiliários e de construção após dados mostrando que a alta dos preços de moradias desacelerou em junho.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,44 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,34 por cento.

O subíndice de propriedades do índice de Xangai recuou 0,7 por cento.

No restante do continente, a promessa de estímulos por parte de bancos centrais e a notícia do Financial Times de que o japonês SoftBank Group Corp acertou a compra da ARM Holdings PLC por 31 bilhões de dólares deram sustentação às ações.

Às 7:34 o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,25 por cento, tendo alcançado o maior nível em quase nove meses na semana passada.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei permaneceu fechado por feriado.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,66 por cento, a 21.803 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,34 por cento, a 3.043 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,44 por cento, a 3.262 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,19 por cento, a 2.021 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,65 por cento, a 9.008 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,12 por cento, a 2.928 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,53 por cento, a 5.458 pontos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos