Ações do Facebook atingem máximas após superar estimativas novamente

Por Tenzin Pema e Anya George Tharakan

(Reuters) - O Facebook está crescendo tão rápido que analistas não conseguem acompanhar. A empresa de rede social superou previsões de lucro e receita trimestrais mais uma vez, levando as ações a máximas recordes nesta quinta-feira (28) e superando a Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, como quinta maior empresa dos EUA em valor de mercado.

As ações do Facebook subiram até 4% ao longo da sessão, impulsionando seu valor de mercado para US$ 367 bilhões, o bastante para superar o valor de mercado da Berkshire, de US$ 355 bilhões.

Pelo menos 24 corretora elevaram o preço-alvo das ações do Facebook, com o alvo médio em US$ 150. As ações da empresa encerraram a sessão a US$ 125, alta de 1,35%.

"Honestamente, não tem o que criticar", disse o analista da Wedbush Securities Michael Pachter, que elevou seu preço-alvo para o papel do Facebook para US$ 162, ante US$ 145.

Dos 50 analistas acompanhando a ação, 46 têm recomendação de "compra" ou maior e três têm a recomendação de "manter", enquanto apenas um indica "venda".

Analistas disseram que a estratégia "video first" do Facebook ajudaria a guiar o crescimento da empresa mais à frente, uma vez que mais anunciantes redirecionam seus recursos para plataformas móveis.

O Facebook também tem uma grande oportunidade de monetizar seus serviços de WhatsApp e Messenger, assim como fazer mais com o aplicativo de compartilhamento de fotos Instagram e a unidade de realidade virtual Oculus.

O Facebook, que tem mais de 1,7 bilhão de usuários, disse que sua receita com anúncios subiu 63% no segundo trimestre, enquanto a receita com publicidade móvel respondeu por 84% do total.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos