Bolsas

Câmbio

Preocupações à parte, Presidência de Trump pode ser boa para o dólar

Patrick Graham

LONDRES, 9 Nov (Reuters) - Demorou apenas oito horas nesta quarta-feira (9) para que os mercados cambiais abandonassem a lógica do último mês --de que uma Presidência de Donald Trump seria ruim para o dólar contra as principais moedas.

Como previsto por dezenas de estrategistas de bancos e de fundos, a moeda norte-americana caiu contra o iene nos primeiros sinais, ainda no meio da noite nos Estados Unidos, de uma vitória que carrega junto enormes riscos para o crescimento, o comércio e a segurança globais.

Os volumes de negociação contra o euro atingiram 10 vezes a média para o que é normalmente um ponto elevado de negociação no Japão e Hong Kong, e Tóquio sentiu a necessidade de acalmar os investidores com a promessa de uma reunião de emergência entre autoridades para considerar uma intervenção.

Mas no momento em que o dia raiou em Nova York, o dólar já perdia apenas 0,5% contra a moeda japonesa, e subia ante o euro e o franco.

Uma série de grandes bancos emitiu notas em Londres destacando os riscos imediatos para a moeda, mas nenhum chegou a alterar suas previsões de longo prazo.

Algumas casas financeiras maiores, incluindo o Citi, disseram que deverão ter algo mais para fazer ao longo das próximas 24 horas.

"As implicações de médio a longo prazo são extremamente difíceis de avaliar porque há muita incerteza sobre até onde o programa e anúncios pré-eleição de Donald Trump podem ser implementados", disseram em nota analistas do Unicredit.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos