Bolsas

Câmbio

Greve de pilotos faz Lufthansa cancelar 876 voos na quarta-feira

Maria Sheahan

  • Matthias Balk/EFE

FRANKFURT, 22 Nov (Reuters) - A Lufthansa disse que estava buscando uma liminar nesta terça-feira (22) para evitar uma greve após cancelar quase um terço de seus voos de quarta-feira, devido a uma paralisação planejada de 24 horas por seus pilotos.

O cancelamento é a mais recente interrupção das operações da Lufthansa em uma longa disputa salarial e a companhia aérea afirmou que 876 dos cerca de 3.000 voos agendados para quarta-feira foram cancelados, afetando cerca de 100 mil passageiros.

O tribunal trabalhista de Frankfurt disse que uma audiência sobre o pedido da Lufthansa foi agendada para esta terça-feira.

A greve planejada, a 14ª a atingir a companhia aérea em sua disputa com o sindicato Vereinigung Cockpit (VC), começará a partir de meia-noite e afetará voos de curta e longa distâncias dos aeroportos alemães.

Os voos das outras aéreas da Lufthansa, incluindo a Germanwings, a Eurowings, a Austrian Airlines, a Swiss e a Brussels Airlines, não são afetados, afirmou a Lufthansa.

O sindicato está pedindo aumento médio de 3,7% de salário de 5.400 pilotos na Alemanha por um período de cinco anos retroativo a 2012.

A Lufthansa, que vem tentando cortar custos, tinha oferecido aumento de 2,5% para o prazo de seis anos até 2019.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos