Bolsas

Câmbio

Presidente do Uber diz que deve "crescer" após discussão com motorista

Peter Henderson

SAN FRANCISCO (Reuters) - O presidente-executivo do Uber Technologies, Travis Kalanick, disse na terça-feira (28) que chegou a hora de "crescer" e obter ajuda depois que um vídeo mostrou ele discutindo com um motorista do serviço de transporte urbano por aplicativo que reclamou sobre os preços.

A Bloomberg publicou na terça-feira um vídeo de Kalanick, um cofundador da empresa, discutindo com um motorista que lhe diz que os preços das tarifas foram cortados e ele perdeu dinheiro. Kalanick, de 40 anos, responde com raiva que algumas pessoas não se responsabilizam por suas próprias ações.

O vídeo é o último de uma série de desafios e constrangimentos para o serviço. Na semana passada, a unidade de veículo autônoma da Alphabet, Waymo, processou o Uber por supostamente roubar documentos relacionados a veículos autônomos, o que o Uber negou.

O Uber também está investigando alegações de assédio sexual em sua própria organização. No início deste mês, uma ex-engenheira do Uber disse em um blog que os gerentes e diretores de recursos humanos da empresa não puniram seu gerente depois que ela relatou o assédio.

Em nota divulgada no final da terça-feira, Kalanick disse que estava envergonhado por tratar o motorista desrespeitosamente e pediu desculpas ao motorista e outros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos