Bolsas

Câmbio

Egito rejeita carregamentos de trigo da Argentina e da Rússia

ABU DHABI/MOSCOU (Reuters) - Dois carregamentos de trigo da Rússia e um da Argentina, que tinham como destino o Egito, foram rejeitados nos seus portos de origem por questões de qualidade, afirmaram comerciantes nesta terça-feira.

A carga, comprada em licitações recentes realizadas pela agência estatal egípcia Gasc, foram rejeitadas por empresas que realizaram inspeções nos portos de origem.

O Egito, maior comprador de trigo do mundo, rejeitou uma série de embarques no ano passado por preocupações sobre um fungo comum nos grãos, mas em seguida adotou regras de importação em linha com as normas internacionais.

As três cargas foram as primeiras rejeitadas desde que o Egito começou este ano um novo sistema simplificado de inspeção, numa tentativa de aliviar as preocupações dos comerciantes que ficaram sem participar de leilões no ano passado pelos problemas com o fungo.

Como parte da reforma, o Egito suspendeu a prática de enviar inspetores do governo ao exterior, algo que atrasava embarques, mas que para alguns comerciantes representava uma garantia contra rejeições na chegada da carga.

Os intermediários não especificaram a natureza das preocupações por qualidade, mas disseram que as empresas responsáveis devem ​​substituir as cargas, totalizando cerca de 180 mil toneladas de trigo.

Dados de navegação mostram que um navio carregado com 63 mil toneladas de trigo em Bahia Blanca, na Argentina, foi desviado para o Marrocos.

    A Gasc não estava imediatamente disponível para comentários.

    (Por Maha El Dahan e Polina Devitt; com reportagem adicional de Gus Trompiz e Valerie Parent de Paris)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos