Bolsas

Câmbio

USDA eleva projeção para estoques dos EUA; safra do Brasil ameaça exportações

WASHINGTON (Reuters) - Os estoques de soja dos Estados Unidos serão maiores que o esperado ao final da safra, uma vez que uma safra recorde no Brasil irá inundar o mercado global, reduzindo a demanda por exportações dos EUA, disse o governo nesta quinta-feira.

Em seu relatório mensal de oferta e demanda, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) elevou a projeção para os estoques finais de soja na safra 2016/17 do país em 15 milhões de bushels para 435 milhões de bushels. O aumento reflete uma redução de 25 milhões de bushels nas exportações de soja dos EUA, que é parcialmente compensado por um aumento de 10 milhões de bushels na soja esmagada por processadores locais.

A projeção para a safra brasileira de soja, que está sendo colhida no momento, foi elevada em 4 milhões de toneladas para 108 milhões de toneladas, acima da média das estimativas de analistas. A produção de milho do Brasil foi elevada em 5 milhões de toneladas, para 91,50 milhões de toneladas.

Analistas esperavam que o relatório mostraria os estoques finais de soja dos EUA em 418 milhões de bushels, segundo a média das estimativas em pesquisa da Reuters. As estimativas variavam de 400 milhões de bushels a 444 milhões de bushels.

Para o milho, o governo manteve suas projeções de estoques finais e exportações, apesar de ter elevado a projeção para a produção do cereal no Brasil. A projeção para os estoques finais domésticos de trigo dos EUA foi cortada em 10 milhões de bushels devido a uma redução nas importações.

(Por Mark Weinraub; reportagem adicional de Michael Hirtzer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos