HSBC quebra com tradição e nomeia executivo de fora como presidente do conselho

HONG KONG/LONDRES (Reuters) - O HSBC Holdings, maior banco da Europa, escolheu um executivo externo para seu principal cargo nesta segunda-feira, ao nomear o veterano de seguros e chefe do Grupo AIA, Mark Tucker, como presidente do conselho de administração para substituir Douglas Flint, que planeja sair em 2017.

Jogador de futebol americano profissional no passado e tendo ocupado vários cargos de liderança, incluindo a chefia da britânica Prudential, Tucker assumirá o cargo como presidente designado a partir de 1º de setembro e como presidente não-executivo do grupo no dia 1º de outubro.

As ações do banco subiram 1,2 por cento em Hong Kong nesta segunda-feira, com a notícia da nomeação.

"A nomeação de uma pessoa como Tucker potencialmente sinaliza um foco crescente em fluxos de renda mais estáveis, onde o HSBC tem uma vantagem competitiva e que também devem se beneficiar à medida que as taxas de juros sobem", disse Benjamin Quinlan, presidente-executivo da consultoria Quinlan & Associates, em Hong Kong.

"Também ressalta um foco renovado em risco e compliance depois que o HSBC se colocou recentemente em uma situação difícil com reguladores. A estratégia agora é toda sobre estabilidade e previsibilidade."

Entre as primeiras tarefas de Tucker - cuja nomeação rompe com a prática habitual do HSBC de nomear executivos de dentro da instituição para seus altos cargos - estará identificar um sucessor do executivo-chefe do HSBC, Stuart Gulliver, um processo que deverá ser concluído em 2018.

(Sumeet Chatterjee e Lawrence White)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos