Bolsas

Câmbio

Investimento das estatais cai em 2016 ao menor nível desde 2008, diz Planejamento

Cesar Raizer

BRASÍLIA (Reuters) - Os investimentos das empresas estatais somaram R$ 56,5 bilhões no ano passado, do total de R$ 76,2 bilhões aprovados, de acordo com o Boletim das Empresas Estatais Federais divulgado nesta terça-feira (4), recuando ao menor nível desde 2008, ano em que a economia internacional lidava com forte crise financeira.

O relatório, preparado pelo Ministério do Planejamento, mostrou que os investimentos das estatais recuaram pelo terceiro ano consecutivo.

O Planejamento creditou o recua à mudança do cenário econômico nacional, que obrigou as empresas a adequarem seus investimentos, à restrição na oferta de crédito e à necessidade de ajuste fiscal do governo Federal, além da reestruturação de ativos.

Segundo o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, as estatais estão implementando programas amplos de vendas de ativos e de participações em diversas empresas.

"Normalmente são participações minoritárias, mas também participações majoritárias, como no caso das distribuidoras de eletricidade, que já está decidido que serão vendidas ao setor privado", disse o ministro.

Os números divulgados pelo governo ainda mostraram redução do quadro de pessoal das estatais. Entre 2015 e 2016, o quadro foi reduzido de 552,9 mil para 530,9 mil, queda de 4%. A Petrobras sofreu a maior perda, de 11,5%, seguida das empresas do setor financeiro, com queda de 5,2 %.

O documento também destacou a melhora do valor de mercado das companhias estatais. No ano passado, o valor de mercado da Eletrobras subiu 250,6%, o da Petrobras avançou 106,7%, e o do Banco do Brasil subiu 90,6%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos