UE autoriza aquisição da Syngenta pela ChemChina

BRUXELAS (Reuters) - A ChemChina recebeu do órgão antitruste da União Europeia aprovação nesta quarta-feira para sua oferta de 43 bilhões de dólares pelo grupo suíço de agroquímicos e sementes Syngenta, um movimento que poderia ajudar a China a impulsionar sua agricultura.

O negócio, a maior aquisição estrangeira por uma companhi6a chinesa, é um dos vários que está remodelando o mercado de químicos para agricultura, sementes e fertilizantes.

A União Europeia afirmou que a venda de ativos atende algumas preocupações relacionadas à concorrência.

Autoridades antitruste norte-americanas concordaram com o acordo, com a condição de que a ChemChina venda três marcas.

A aprovação da UE ocorreu uma semana depois de a Dow Chemical e DuPont obterem aprovação para uma fusão.

(Por Foo Yun Chee)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos