Bolsas

Câmbio

Reforma da Previdência

Mudanças na Previdência preservam ajuste fiscal, diz Meirelles

  • André Dusek/Estadão Conteúdo

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta quinta-feira (6) que as mudanças na reforma da Previdência mantêm os principais objetivos da proposta enviada ao Congresso "porque preservam o ajuste fiscal e beneficiam os mais pobres".

"O governo avançou na construção de um consenso visando a aprovação da reforma da Previdência", disse ele em nota, após o governo ter admitido mais cedo alterar a proposta em pelo menos cinco pontos mais sensíveis:

  • as regras de transição;
  • as normas para aposentadoria rural;
  • o acúmulo de pensões;
  • aposentadorias especiais para professores e policiais;
  • os Benefícios de Prestação Continuada.

Meirelles apontou que o Congresso tem a palavra final na votação de uma proposta de emenda à Constituição. Também destacou que a democracia pressupõe diálogo para que um consenso seja atingido.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, chegou a dizer que as alterações implicariam diminuição de cerca de R$ 68 bilhões na economia originalmente prevista pelo governo para um prazo de dez anos.

Em sua nota, no entanto, Meirelles não fez menção à perda com as mudanças na proposta da reforma.

(Por Marcela Ayres)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos