Governo não vai sacrificar ajuste fiscal por Estados endividados, diz Meirelles

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira que o governo não vai sacrificar o ajuste fiscal em andamento para ajudar os Estados que estão endividados.

Meirelles disse ainda que a reforma da Previdência proposta gera espaço de 1/3 das despesas totais para outras despesas em 10 anos.

Meirelles, que participa de evento no Rio de Janeiro, destacou também que, se a reforma da Previdência for postergada, "a solução lá na frente será muito pior".

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaia)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos