Bolsas

Câmbio

Preços do aço e do minério de ferro ampliam perdas na China

SÃO PAULO (Reuters) - Os contratos futuros do aço e do minério de ferro negociados na China ampliaram perdas nesta segunda-feira, à medida que os especuladores deixavam posições altistas depois que dados revelaram que o maior produtor de aço do mundo produziu um volume recorde em março, elevando preocupações sobre um excedente.

A produção de aço da China subiu 1,8 por cento em março para 72 milhões de toneladas.

Os dados de produção na China foram divulgados em meio ao anúncio de que a segunda maior economia do mundo cresceu 6,9 por cento no primeiro trimestre, um pouco mais rápido do que as expectativas.

No entanto, o aumento dos estoques de minério de ferro nos portos e as expectativas de que a demanda vai desacelerar com Pequim tentando esfriar a atividade do setor imobiliário têm afetado os preços.

O minério de ferro e o aço estão no caminho para ter o pior mês desde maio do ano passado.

Na semana passada, dados comerciais revelaram que o minério de ferro importado continua a inundar os portos.

O minério de ferro na Bolsa de Mercadorias de Dalian caiu 3,43 por cento para fechar a 493 iuanes (71,60 dólares) por tonelada. Mais cedo, a commodity atingiu 489,5 iuanes, o menor valor desde 10 de janeiro.

O vergalhão de aço mais ativo da Bolsa de Futuros de Xangai caiu 1,32 por cento, encerrando em 2.913 iuanes (423,08 dólares) a tonelada. O contrato tocou 2.879 iuanes na última quinta-feira, seu mais baixo valor em mais de dois meses.

(Reportagem de Josephine Mason e Melanie Burton)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos