Boeing está perto de decisão sobre lançamento de jato 737-10, dizem fontes

Por Tim Hepher

PARIS (Reuters) - A Boeing está perto de decidir se lança uma versão maior do seu jato 737 dentro de dois meses para conter as fortes vendas do modelo A321neo da rival Airbus, de acordo com fontes da indústria.

O 737 MAX 10 reduziria a diferença entre o jato 737-9, de 178 a 220 assentos, que voou pela primeira vez neste mês, e o A321neo, de 185 a 240 assentos, que domina o nível superior de um mercado avaliado em 2 trilhões de dólares ao longo de 20 anos.

A Boeing vem estudando como solucionar um complicado problema com o design do trem de pouso do avião, sem adicionar custo ou atrasar a meta de realizar as primeiras entregas em 2020.

Segundo as fontes, uma solução técnica de duas partes está sendo testada e a Boeing está negociando com companhias aéreas a fim de lançar o 737-10 na Paris Airshow, em junho. A fabricante prevê comercializar um total de 1.000 unidades do novo jato.

"A Boeing está ativamente engajada em discussões com clientes sobre o 737 MAX 10X", disse um porta-voz. "Nenhuma decisão foi tomada sobre a aeronave e qualquer discussão sobre data de um possível lançamento seria especulativa."

No ano passado, a Reuters noticiou que o jato 737-10 marcaria uma resposta tática ao A321neo, enquanto a Boeing trabalha em planos estratégicos para um jato com capacidade de 220-260 assentos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos