Bolsas

Câmbio

Aço sobe na China por expectativa de paralisação de siderúrgicas

MANILA (Reuters) - Os contratos futuros do aço subiram pela terceira sessão consecutiva nesta quinta-feira na bolsa de Xangai, sustentados por expectativas do mercado de que haverá redução de produção antes de um importante encontro em Pequim.

Rumores de mercado não confirmados nesta semana citavam possível restrição a siderúrgicas nos arredores de Pequim, incluindo a província de Hebei, maior produtora de aço do país, antes de uma grande reunião internacional em meados de maio.

Em ocasiões anteriores, como na cúpula do G20 no ano passado, o governo chinês ordenou interrupção de atividades industriais para melhorar a qualidade do ar antes da chegada das delegações estrangeiras.

O contrato mais ativo do vergalhão de aço em Xangai subiu 1,2 por cento nesta quinta, fechando a 3.016 iuanes por tonelada (437,48 dólares). Na sessão anterior o contrato chegou a tocar máxima de 3.032 iuanes, maior valor desde 10 de abril.

O movimento no mercado de aço ajudou a impulsionar os futuros do minério de ferro. O contrato mais ativo na bolsa de Dalian fechou em alta de 0,5 por cento, a 506 iuanes por tonelada.

Contudo, um operador de Xangai lembrou que havendo restrição para a produção de aço, "isso reduziria a demanda por minério de ferro".

No mercado físico, o minério recuou 0,3 por cento nos negócios realizados no porto do Qingdao, para 66,42 dólares por tonelada, segundo o Metal Bulletin.

(Por Manolo Serapio Jr.)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos