Bolsas

Câmbio

Kuweit diz que Opep e países não membros podem ampliar cortes de produção

VIENA (Reuters) - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e países não membros podem ampliar cortes de produção ou estendê-los por um ano quando o grupo se encontrar em Viena nesta semana, em uma tentativa de reduzir os elevados estoques globais da commodity e impulsionar os preços, disse o Kuweit nesta quarta-feira.

A Arábia Saudita, maior produtor da Opep, é a favor de prolongar os cortes de oferta por nove meses, em vez dos seis meses inicialmente planejados, para acelerar o reequilíbrio do mercado e evitar que os preços voltem a cair abaixo de 50 dólares o barril.

Os também membros da Opep Iraque e Argélia, assim como a Rússia, também disseram que apoiam um prolongamento por nove meses do acordo.

Com ministros reunidos em Viena para consultas informais, o Kuweit, que é aliado da Arábia Saudita na Opep, disse que as discussões incluem a possibilidade de aprofundar os cortes ou renová-los por 12 meses.

"Todas as opções estão sobre a mesa", disse a jornalistas o ministro do petróleo do Kuweit, Essam al-Marzouq.

Um delegado da Opep disse, no entanto, que um corte mais substancial é improvável, "a não ser que a Arábia Saudita inicie com a maior contribuição e seja apoiada por outros membros do Golfo".

(Por Ahmad Ghaddar, Alex Lawler e Vladimir Soldatkin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos