Bolsas

Câmbio

Ministério da Agricultura comemora PIB agropecuário, mas não se surpreende com alta de 13,4%

SÃO PAULO (Reuters) - O crescimento de 13,4 por cento do PIB da Agropecuária no primeiro trimestre é para ser comemorado, mas não surpreendeu o Ministério da Agricultura, diante de uma safra recorde, disse o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, durante evento em São Paulo.

A Agropecuária foi o principal vetor do crescimento do PIB do Brasil de 1 por cento no período.

"São dados que nós sentimos no dia a dia... O resultado não é muita novidade, mas é muito bom, para ser celebrado...", disse o secretário a jornalistas.

Segundo ele, o bom momento do agronegócio, que exige certa cautela diante de um cenário baixista de preços, com grandes safras no mundo, foi um argumento importante para negociar com a equipe econômica melhores condições que vão ser anunciadas no Plano Safra 2017/18, o programa oficial de financiamentos.

A expectativa é que o programa seja anunciado na próxima semana, com um volume de recursos semelhante ao Plano Safra anterior, em torno de 185 bilhões de reais, com uma queda de 1 ponto percentual nos juros, apesar da crise econômica no geral.

Entre os detalhes que ainda estão sendo fechados para o Plano Safra está a questão do seguro rural.

O secretário lembrou, durante o seminário Perspectivas do Agribusiness 2017 e 2018, que a área segurada dobrou para 5,6 milhões de hectares na última safra, e a tendência é o governo continuar melhorando o seguro rural.

Ele disse que o volume de recursos do Tesouro para equalização de juros mais baixos do Plano Safra ficarão em 8,9 bilhões de reais, no mesmo nível do ano passado.

(Por Roberto Samora)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos