Preço de imóvel residencial cai 0,16% em maio; tem alta nominal de 0,5% em 12 meses, diz FipeZap

SÃO PAULO (Reuters) - O preço médio de venda de imóveis residenciais em 20 cidades brasileiras caiu 0,16 em maio ante abril, o maior recuo mensal desde o início da série história, em 2012, mostrou pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) em parceria com o portal Zap.

Conforme o levantamento, 13 dos 20 municípios analisados apresentaram queda nominal no valor médio do metro quadrado residencial na comparação com abril, sendo Recife (-0,64 por cento), Rio de Janeiro (-0,48 por cento), São Caetano (-0,37 por cento), Belo Horizonte (-0,36 por cento) e Vitória (-0,35 por cento) os que registraram as maiores baixas.

Por outro lado, as cidades se sobressaíram com aumento nominal de preços dos imóveis foram Santos (0,44 por cento), Goiânia (0,35 por cento), Vila Velha (0,27 por cento), Fortaleza (0,16 por cento) e Florianópolis (0,14 por cento).

Em um ano, o índice FipeZap acumula alta nominal de 0,46 por cento, mostrou a pesquisa, que apurou variação positiva em com 12 das 20 cidades pesquisadas, com destaque para Belo Horizonte (+7,32 por cento). Mas, considerando a inflação acumulada de 3,75 por cento, o valor médio do metro quadrado residencial acumulou queda real de 3,17 por cento nos últimos 12 meses, de acordo com o FipeZap.

Ainda segundo o levantamento, Rio de Janeiro ainda liderava o ranking de cidades com imóveis residenciais mais caros do país, com uma média de 10.132 reais por metro quadrado para venda em maio. São Paulo aparecia na segunda posição, com 8.683 reais por metro quadrado, e Distrito Federal em terceiro lugar, com 8.435 reais por metro quadrado.

Na outra ponta, os municípios com metro quadrado mais barato no mês passado eram Contagem (MG) (3.519 reais), Goiânia (4.121 reais) e Vila Velha (4.644 reais).

(Por Gabriela Mello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos