Bolsas

Câmbio

Crescimento da zona do euro no 1º tri é revisado para taxa mais alta em um ano

BRUXELAS (Reuters) - A economia da zona do euro cresceu mais do que o estimado anteriormente no primeiro trimestre, no ritmo mais forte em um ano, informou nesta quinta-feira a agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat.

A Eurostat informou que os 19 países da zona do euro cresceram 0,6 por cento na comparação trimestral e 1,9 por cento em relação ao ano anterior. As estimativas anteriores eram respectivamente de 0,5 e 1,7 por cento.

Em base anualizada, a economia da zona do euro estava expandindo a uma taxa de 2,3 por cento no período entre janeiro e março, superando de longe a taxa de 1,2 por cento dos Estados Unidos.

Um crescimento sólido da economia mas inflação fraca tem deixado o Banco Central Europeu em um dilema. O presidente do BCE, Mario Draghi, ainda não está convencido de que a recente recuperação na inflação é durável porque o crescimento dos salários continua fraco.

A expectativa é de que o BCE mantenha a política monetária nesta quinta-feira, incluindo seu programa de compra de títulos de 2,3 trilhões de euros e taxas de juros abaixo de zero, apesar da resistência da Alemanha.

Entretanto, o crescimento robusto pode levar o BCE a remover uma referência a "riscos de baixa" em seu comunicado.

A Eurostat explicou que o consumo das famílias contribuiu com 0,2 ponto percentual para o resultado do PIB e a formação fixa de capital, com 0,3 ponto.

Já o consumo do governo contribuiu com 0,1 ponto para o crescimento do primeiro trimestre. As contribuições do comércio externo e dos estoques foram neutras.

(Reportagem de Philip Blenkinsop)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos