Bolsas

Câmbio

Justiça nega liminar que tentava anular processo contra ex-presidente da Usiminas

SÃO PAULO (Reuters) - A Usiminas afirmou nesta quinta-feira ter sido informada de que a Justiça de Minas Gerais negou liminar pedida pela Nippon Steel que pleiteava a suspensão da eficácia da ação de responsabilidade aberta contra o ex-presidente da empresa, Rômel Erwin de Souza.

A ação contra Souza, que era apoiado pela Nippon Steel, foi aprovada por assembleia de acionistas em 27 de abril.

A Justiça mineira já havia rejeitado recurso da Nippon para anular a reunião do conselho de administração da Usiminas, que em março elegeu Sergio Leite como presidente-executivo da siderúrgica brasileira no lugar de Souza.

A Ternium-Techint, que divide o controle da Usiminas com a Nippon Steel e defende a eleição de Leite, sustenta que houve perda da confiança do colegiado em Souza, após assinatura por ele de um memorando de entendimento para mudança de termos de um contrato de fornecimento de minério de ferro.

(Por Aluisio Alves)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos