Bolsas

Câmbio

Bovespa cede às preocupações políticas e firma-se no vermelho após denúncia contra Temer

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista firmava-se no vermelho na tarde desta terça-feira, com as preocupações com o cenário político, após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentar denúncia contra o presidente Michel Temer por corrupção passiva, pesando sobre o mercado.

Às 16:09, o Ibovespa caía 0,78 por cento, a 61.704 pontos. O giro financeiro era de 5,9 bilhões de reais.

Mais cedo, o Ibovespa chegou a subir 0,38 por cento, amparado na alta das ações de siderúrgicas e da Vale. O tom negativo ganhou força durante a tarde, tirando muitas ações do azul e diminuindo a alta de papéis que seguem com ganhos.

Vale PNA subia 2,56 por cento, enquanto Vale ON avançava 2,73 por cento. Mais cedo, os ganhos desses papéis chegaram a 4,43 e de 5,39 por cento, respectivamente. CSN ON ainda era destaque positivo, subindo 5,21 por cento. O movimento no setor vinha na esteira dos fortes ganhos do minério de ferro na China.

No entanto, Usiminas PNA e Gerdau PN cederam ao tom negativo do mercado e caíam 0,91 e 0,30 por cento, respectivamente.

Petrobras PN caía 0,98 por cento e Petrobras ON cedia 0,84 por cento, anulando os ganhos vistos mais cedo, também em meio à pressão do cenário político.

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos