Preços globais dos alimentos sobem 1,4% em junho ante maio, diz FAO

ROMA (Reuters) - Os preços dos alimentos subiram 1,4 por cento em junho, na comparação com maio, e 7 por cento ante igual mês do passado, informou a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Em seu relatório mensal, a FAO disse que a alta foi motivada principalmente pelo avanço dos preços nos setores de lácteos e de cereais, além de cotações firmes para carne.

Os preços de óleos vegetais e açúcar, por sua vez, recuaram.

A FAO projeta uma produção global de cereais neste ano de 2,593 bilhões de toneladas, 1,2 milhão de toneladas a menos frente o relatório anterior. A revisão reflete cortes nas produções de cevada e trigo, principalmente na União Europeia, destacou a FAO.

A produção global de trigo foi estimada em 739,9 milhões de toneladas, cerca de 0,4 por cento a menos em relação ao ciclo anterior, devido a menores safras na União Europeia e na Ucrânia.

(Por Philip Pullella)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos