Bolsas

Câmbio

Sony se encaminha para lucro anual recorde, mas mantém tom cauteloso

Por Makiko Yamazaki

TÓQUIO (Reuters) - A Sony Corp registrou seu melhor lucro para o seu primeiro trimestre fiscal nesta terça-feira, colocando a companhia mais próxima de registrar o melhor resultado anual em duas décadas, com as fabricantes de smartphones demandando mais sensores de imagens para dispositivos de alta tecnologia, com duas câmeras traseiras esportivas.

Mas o lucro recorde veio sem muito alarde, com a Sony reduzindo ligeiramente a estimativa anual de vendas de sensores de imagem ligeiramente, com os clientes chineses optando por alternativas mais baratas para celulares de menor valor. A empresa também tinha previsto anteriormente uma queda nas vendas do console PlayStation.

"Quando registramos lucros fortes 10 ou 20 anos atrás, nós sempre sofremos reveses acentuados no ano seguinte e dali em diante", disse o diretor financeiro Kenichiro Yoshida, em coletiva de imprensa. "Continuaremos com um senso de pressão".

A Sony anunciou nesta terça-feira que o lucro operacional subiu quase triplicou no trimestre de abril a junho, para 157,61 bilhões de ienes (equivalentes a 1,43 bilhão de dólares), superando o recorde anterior para o período em cerca de 30 por cento e também as estimativas de analistas pela mesma margem.

A alta do lucro refletiu principalmente a recuperação no setor de sensores de imagem após os danos causados pelo terremoto de um ano atrás, disse a empresa. A divisão de semicondutores da Sony - que inclui sensores - teve lucro de 55,4 bilhões de ienes, revertendo o prejuízo no ano anterior.

Mas a Sony cortou suas perspectivas de vendas para sensores, emitidas há apenas três meses, em 2,9 por cento, já que as fabricantes chineses de telefones estão se afastando dos aparelhos mais caros que a Sony costuma mirar.

Para o ano fiscal completo que se encerra em março, a Sony manteve a previsão de lucro operacional do grupo de 500 bilhões de ienes.

Isso é cerca de 12 por cento abaixo da estimativa média dos analistas. Mas ainda seria o mais alto desde 526 bilhões de ienes no ano encerrado em março de 1998, quando as fortes vendas de produtos eletrônicos de consumo, incluindo o primeiro PlayStation, coincidiram com o campeão de bilheteria nos cinemas "Men in Black".

(US$1=110,26 ienes)

(Por Makiko Yamazaki)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos