Bolsas

Câmbio

Pedidos de recuperação judicial caem 26,3% em julho ante igual mês de 2016, diz Serasa Experian

SÃO PAULO (Reuters) - Os pedidos de recuperação judicial no Brasil em julho caíram 26,3 por cento ante igual mês do ano anterior, mas cresceram 16,2 por cento na comparação com junho, mostraram dados da Serasa Experian nesta quarta-feira.

Entre 129 solicitações feitas em julho, 70 foram por micro e pequenas empresas, 37 por companhias de médio porte e 22 por grandes corporações, de acordo com o levantamento.

No acumulado de janeiro a julho, os pedidos de recuperação judicial caíram 25,9 por cento sobre o mesmo intervalo de 2016, para 814, sendo 473 por micro e pequenas empresas, segundo a entidade.

A Serasa Experian atribui a queda dos indicadores à "redução da inflação e dos juros, à estabilização do dólar e à retomada, ainda que lenta, do crescimento da economia", informou em nota.

A pesquisa ainda apontou que foram solicitadas 157 falências no Brasil em julho, baixa de 16,9 por cento em relação ao mesmo mês do ano passado, mas 16,3 por cento acima do nível apurado em junho de 2017. As micro e pequena empresas lideraram os pedidos, com 94 requerimentos, seguidas pelas grandes, com 34, e médias, com 29.

No acumulado deste ano, registrou-se 986 pedidos de falência em todo o país, 6,8 por cento menos ante os sete primeiros meses de 2016, dos quais 511 por micro e pequenas empresas.

(Por Gabriela Mello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos