Bolsas

Câmbio

Sessão da Câmara termina e contagem de quórum de votação da denúncia contra Temer será reiniciada

BRASÍLIA (Reuters) - Partidos de oposição na Câmara comemoraram na tarde desta quarta-feira o fato de a sessão do plenário para analisar a denúncia contra o presidente Michel Temer ter sido encerrada às 14h sem o início da votação da matéria propriamente dita.

Na prática, na nova sessão aberta logo em seguida, o quórum de presença é zerado. O governo conseguiu reunir a presença de 390 deputados em plenário na sessão anterior --a imensa maioria da oposição não estava registrando presença.

Se o processo de votação da sessão da manhã já tivesse sido iniciado, não seria necessário abrir uma nova reunião do plenário. A votação da denúncia só vai começar se houver o registro de presença de pelo menos 342 votos --às 14h25, o quórum da sessão era de 235 deputados.

“Agora é o governo que vai ter que correr atrás novamente dos 342 deputados”, afirmou o deputado Alessandro Molon (Rede-RJ), defensor de tentar adiar a votação do caso até à noite. “Queremos que o Brasil veja o que está acontecendo nesta Casa.”

Um dos vice-líderes do governo na Câmara, Beto Mansur (PRB-SP), minimizou o fim da sessão. “Isso é normal”, disse. Segundo ele, o governo já consegue garantir a presença mínima de 342 deputados a fim de iniciar o processo de votação.

(Reportagem de Ricardo Brito)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos