Bolsas

Câmbio

BC da Inglaterra mantém juros e reduz previsão de crescimento de 2018

LONDRES (Reuters) - O Banco da Inglaterra manteve os juros na mínima histórica novemente nesta quinta-feira e reduziu suas previsões de crescimento para 2017 e 2018, à medida que o impacto do Brexit pressiona o poder de compra das famílias.

Mas o presidente do Banco da Inglaterra, Mark Carney, e as principais autoridades reiteraram a mensagem aos mercados financeiros de que eles podem aumentar os custos de empréstimos um pouco mais do que os investidores esperam nos próximos três anos, possivelmente dentro de um ano.

Diante da incerteza do impacto do Brexit na quinta maior economia do mundo, o banco central britânico disse que as autoridades deram seis votos a favor e dois contra para manter os juros em 0,25 por cento, como esperado pela maioria dos economistas que participaram de uma pesquisa da Reuters.

O Banco da Inglaterra também manteve seus programas de compra de ativos e disse que o regime de empréstimos bancários vai terminar como previsto em fevereiro de 2018.

O banco central informou que agora espera que a economia do Reino Unido cresça 1,7 por cento neste ano, abaixo da previsão de maio de 1,9 por cento. Ele também reduziu a previsão de crescimento para o próximo ano para 1,6 por cento, ante 1,7 por cento, mas manteve a previsão de 2019 em 1,8 por cento.

(Por William Schomberg e David Milliken)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos