Bolsas

Câmbio

Governo de SP prevê leilão de privatização da Cesp para 26 de setembro

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização do governo de São Paulo aprovou um cronograma que prevê a realização do leilão de privatização da elétrica paulista Cesp em 26 de setembro, conforme publicação no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira.

Segundo decisões em reunião realizada na quarta-feira, o conselho aprovou a venda das ações preferenciais do governo paulista no bloco de controle da Cesp, que representam 40,6 por cento do capital social total da companhia, em leilão na bolsa B3.

O certame deverá envolver ainda a oferta de ações ordinárias que representam cerca de 5 por cento do capital da Cesp aos empregados da companhia.

O vencedor do leilão de privatização deverá ainda se comprometer a comprar a totalidade das ações que eventualmente sobrem após a oferta aos empregados.

A ata da reunião do Conselho Estadual de Desestatização não revela o preço mínimo por ação no leilão de privatização da companhia.

A Cesp opera cerca de 1,65 gigawatt em hidrelétricas no Estado de São Paulo.

O governo paulista vinha há tempos ensaiando uma privatização da estatal, e retomou os planos no ano passado, após uma melhoria do ânimo de investidores em relação a ativos no setor elétrico do Brasil, que ofereceu uma perspectiva de melhor arrecadação na venda da companhia.

A Reuters antecipou em junho que o governo paulista previa realizar o leilão da Cesp em setembro, com informação de fontes.

(Por Luciano Costa; Edição Gabriela Mello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos