Bolsas

Câmbio

Preços dos alimentos sobem 2,3% em julho ante junho, diz FAO

ROMA (Reuters) - Os preços dos alimentos no mundo subiram 2,3 por cento em julho ante junho, no terceiro mês consecutivo de avanço, impulsionados pelas cotações mais altas de cereais, açúcar e lácteos, informou nesta quinta-feira a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, na sigla em inglês).

O indicador de preços da FAO para uma cesta de cereais, oleaginosas, produtos lácteos, carne e açúcar, atingiu média de 179,1 pontos em julho, o maior patamar desde janeiro de 2015.

Os alimentos no mercado internacional foram 10,2 por cento mais caros no mês passado ante igual período de 2016, com as cotações sustentadas por apertos na oferta e movimentos cambiais.

Já os preços de óleos vegetais caíram 1,1 por cento, para o menor nível desde agosto de 2016, pressionados pelo óleo de palma, commodity que enfrenta uma combinação de perspectivas positivas para a produção e fraca demanda global de importação.

(Por Isla Binnie)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos