Bolsas

Câmbio

Itamaraty condena destituição de procuradora-geral da Venezuela

BRASÍLIA (Reuters) - O Itamaraty condenou no domingo a decisão do governo da Venezuela de destituir a procuradora-geral do país, Luisa Ortega e classificou a medida como "arbitrária e ilegal".

"A medida compromete a independência do Ministério Público e a preservação das garantias e liberdades fundamentais, confirmando a instauração de um estado de exceção na Venezuela", diz o Ministério das Relações Exteriores, em nota.

No sábado, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, já havia criticado a destituição da Ortega durante coletiva para anunciar suspensão da Venezuela do Mercosul.

(Reportagem de Leonardo Goy)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos