Com alta no volume transportado, Rumo reduz prejuízo no 2º tri

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de logística Rumo informou nesta quarta-feira que teve prejuízo de 30,2 milhões de reais no segundo trimestre, impactada por elevação de despesas financeiras, pelo maior custo de dívidas e por depreciação e amortização.

Mas o prejuízo foi 7,6 por cento menor contra um ano antes, quando a empresa fechou no vermelho em 32,6 milhões de reais.

Em termos operacionais, o volume transportado no trimestre foi de 12,3 bilhões de TKU, alta de 13,7 por cento, à medida que a empresa adaptou sua operação em meio a um "pior cenário na comercialização" da soja.

"A Rumo conseguiu adaptar sua operação, executando a troca entre soja e milho de forma a maximizar os volumes transportados de ambas as cargas", disse a companhia. "O aumento de capacidade resultou em crescimento dos volumes transportados, com maior representatividade de cargas mais rentáveis".

O crescimento dos volumes transportados refletiu no lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), que cresceu 23,5 por cento no comparativo anual, a 732,7 milhões de reais de abril a junho -- alta também atribuída a esforços na redução de custos e despesas.

Já a receita líquida avançou 9,4 por cento, totalizando 1,5 bilhão de reais no segundo trimestre.

A dívida líquida abrangente da empresa cresceu 3,7 por cento sobre o fim de março, para 9,43 bilhões de reais.

A empresa reafirmou suas previsões para o ano, incluindo alta de 20 por cento na produção de soja e 45 por cento para milho no país para a safra 2016/17 em agosto.

(Por Sérgio Spagnuolo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos