USDA vê grandes safras de grãos nos EUA; preços caem

Por Mark Weinraub

WASHINGTON (Reuters) - A colheita de milho e soja nos Estados Unidos neste ano deverá ser maior que o esperado, apesar de um ritmo lento de plantio e de preocupações quanto ao clima quente e seco durante importantes períodos de desenvolvimento do cereal.

As projeções do Departamento de Agricultura do país (USDA) desta quinta-feira para produtividade e produção, tanto para milho quanto para soja, superaram as estimativas do mercado, com as projeções para a oleaginosa em recordes históricos.

Os mercados mundiais já estão abundantes com grãos e oleaginosas após os estoques de milho e soja alcançarem máximas recordes na safra passada, depois de colheitas recordes. Os preços se enfraqueceram. A renda agrícola dos EUA tem caído por quatro anos.

Os preços do milho e da oleaginosa caíram acentuadamente após o USDA divulgar seu relatório mensal de oferta e demanda, com os futuros da soja caindo mais de 3 por cento, após ser negociado mais cedo na máxima desde 1º de agosto. O milho operava em queda de 4 por cento perto do fechamento

"As produtividades acima do esperado são fatores tanto para o milho quanto a soja", disse Dan Cekander da DC Analysis. "Isso está nos pressionando. Voltaremos a observar o clima, mas isso dará ao mercado mais conforto na oferta."

Em seu relatório mensal de oferta e demanda, o USDA estimou a produção de milho no país em 14,153 bilhões de bushels, tendo como base um rendimento de 169,5 bushels por acre.

Ambos os números, se confirmados, serão os terceiros maiores da história. Em julho, o USDA havia projetado uma colheita de milho de 14,255 bilhões de bushels, com produtividade de 170,7 bushels por acre.

Para a soja, o USDA disse que a safra alcançaria 4,381 bilhões de bushels, superando a safra de 4,307 bilhões de bushels de 2016. A produtividade da soja foi estimada em 49,4 bushels por acre, acima da projeção de 48 bpa em julho.

O governo elevou a previsão dos estoques finais de soja para 2017/18 a 475 milhões de bushels para refletir as projeções de safra recorde, ligeiramente acima do teto das previsões de analistas. O USDA também reduziu sua estimativa para os estoques finais de soja em 2016/17 para 370 milhões de bushels, devido a uma alta de 50 milhões de bushels à previsão de exportação.

Os estoques finais do milho para 2017/18 foram reduzidos para 2,273 bilhões de bushels, próximo do teto das previsões do mercado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos