Bolsas

Câmbio

TLP deve ser votada em comissão na próxima semana

BRASÍLIA (Reuters) - A proposta do governo para estabelecer a Taxa de Longo Prazo (TLP) para os empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) superou um obstáculo no Congresso nesta quarta-feira, aproximando-se da votação em comissão na próxima semana.

O relator do projeto, deputado Betinho Gomes, terminou de ler suas recomendações após um atraso de uma semana provocado por esforços da oposição para obstruir a votação. Isso deixou o projeto de lei encaminhado para a votação na comissão até terça-feira e possíveis votações na Câmara e no Senado até o fim de agosto, disse Gomes.

A proposta é uma das principais prioridades do presidente Michel Temer para corrigir as finanças públicas no longo prazo e abrir caminho para menores taxas de juros, à medida que reduz o escopo dos subsídios nos empréstimos do BNDES.

O BNDES, principal fornecedor de empréstimos corporativos de longo prazo no Brasil, tem oferecido empréstimos baratos há décadas para impulsionar o crescimento econômico e a criação de empregos. No entanto, o aumento da dívida pública e o avanço da análise das políticas de empréstimos do banco após os recentes escândalos de corrupção levaram os legisladores a propor mudanças, como a nova taxa baseada no mercado, para aumentar a transparência.

A TLP foi proposta em abril por meio de um decreto provisório e deve ser aprovada até 7 de setembro, quando o decreto vence, para virar lei. A nova taxa vai substituir gradualmente a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP).

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse mais cedo nesta semana que o governo enviaria um projeto de lei separado ao Congresso caso os esforços para obstruir o projeto tenham sucesso. Legisladores que se opõem ao decreto poderão apresentar versões alternativas à votação na comissão nesta terça-feira, o que pode ao menos atrasar os trabalhos, disseram deputados à Reuters.

(Por Silvio Cascione)

((Tradução Reuters São Paulo 5511 5644-7757))

REUTERS LGG

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos