Bolsas

Câmbio

Nigéria encomenda US$593 mi em aviões Super Tucano e armas, diz Pentágono

WASHINGTON (Reuters) - O governo da Nigéria está comprando 12 aviões de militares Super Tucano A-29, produzidos pela brasileira Embraer, além de armamentos, num contrato de 593 milhões de dólares, informou o Pentágono ao Congresso dos Estados Unidos nesta segunda-feira.

A venda do material bélico, que inclui milhares de bombas e foguetes e foi originalmente apoiada pelo governo de Barack Obama, foi anunciada pela Agência de Cooperação para Defesa e Segurança dos EUA, vinculada ao Pentágono.

O Super Tucano A-29 é um turboélice com capacidades de reconhecimento e vigilância e também pode ser usado em missões de ataque. A Embraer produz o modelo em uma fábrica na Flórida, em parceria com a Sierra Nevada Corp of Sparks.

O avião custa mais de 10 milhões de dólares cada, mas o preço pode ser muito mais alto dependendo da configuração.

Os EUA adiaram uma decisão sobre o contrato após incidentes que incluíram o bombardeiro de um campo de refugiados pela força aérea da Nigéria, em janeiro, que matou entre 90 e 170 civis.

O presidente norte-americano Donald Trump tem afirmado que pretende dar continuidade a exportações de produtos militares que foram adiadas por preocupações com direitos humanos do governo de Obama.

A Nigéria quer usar os equipamentos na luta contra os militantes do grupo Boko Haram.

Procurada, a Embraer não pode comentar o assunto de imediato. A Embraer tem outros clientes de produtos militares na África, mas não informa para quais países vende.

A ação da Embraer fechou estável, cotada a 17,05 reais.

(Por Mike Stone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos